FIB/São Paulo 2 x 3 Guarulhos

LIGA PAULISTA DE FUTSAL:
FIB/SPFC 2 X 3 GUARULHOS
DERROTA QUE NÃO ESTAVA NA CONTA

A noite no Duduzão tinha tudo para ser diferente. Duas estréias, a do goleiro Paulo Vítor e do ala Fininho, time jogando novamente em casa, adversário que chegou em cima da hora após problemas com trânsito na viagem. O primeiro gol saiu logo no início do jogo. Só que a exemplo do futebol, o futsal não é uma ciência exata. Ao longo da partida, a equipe da Grande São Paulo foi gostando do jogo, e de virada, derrotou a equipe bauruense por 3 a 2.

Foi a segunda derrota consecutiva da equipe bauruense. Em oito jogos na Liga Paulista, a FIB São/Paulo tem cinco vitórias, um empate e duas derrotas. Na seqüência de quatro partidas como mandante, a FIB/São Paulo teve duas vitórias e duas derrotas. A maratona de jogos segue nesta sexta-feira (25), onde a equipe do técnico André Luís da Silva, que representa Bauru na Copa TV TEM, vai encarar Pardinho, em Botucatu, pelas semifinais da competição. Pelo estadual, time volta a quadra na segunda-feira (28), às 19h, no ginásio Presidente Ciro, na Capital, diante do II Exército Osasco.

JOGO

Buscando a reabilitação no campeonato, a FIB/São Paulo começou pressionando o adversário. No segundo minuto de partida, a primeira boa chance e o primeiro gol. O estreante Fininho lançou com precisão para Wellinton. Ele aproveitou a má saída de Cao, antecipou-se ao goleiro e mesmo sem ângulo, abriu a contagem para delírio da torcida bauruense.

Um minuto depois, foi a vez de Fininho servir Léo Bonfim. O fixo chutou cruzado, exigindo ótima defesa de Cao. Imaginava-se então que seria uma grande exibição, um massacre, uma grande goleada do time bauruense. Ledo engano. O Guarulhos não sentiu o gol e começou a “gostar do jogo”.

Primeiro com Felipinho, que chutou para Fininho salvar em cima da linha. Na seqüência, mais duas boas oportunidades, uma com Rafael que girou e chutou cruzado para fora do gol. Na seqüência, Johnny exigindo boa defesa do estreante Paulo Vítor. Acuado, a FIB/São Paulo tinha os contra ataques como “válvula de escape” do sufoco. Em um deles, faltando 12’02”, Gédson cara a cara, perdeu gol certo.

O desenho da partida ficou muito bem definido. O Guarulhos foi encurralando os donos da casa, que aceitaram a situação. Em alguns momentos, a FIB/São Paulo assustava o adversário nos contra golpes. De tanto pressionar, saiu o gol de empate de Guarulhos, a 2’37” do final. Felipinho chutou da ala direita, a bola desviou na trajetória em Thiago Gouveia, matando o goleiro Paulo Vítor: 1 a 1.

Segundos depois, a FIB/São Paulo resolveu ir ao ataque e chegou ao segundo gol. Léo Bonfim recebeu passe pela esquerda, fintou o adversário e com tranqüilidade, tirou do goleiro, recolocando a equipe bauruense em vantagem.

O segundo tempo começou morno. Após cinco minutos jogados, o Guarulhos assustou pela primeira vez com Felipinho. Paulo Vitor espalmou. A FIB/São Paulo respondeu. Grande jogada, com direito a drible desconcertante de Lucas Abud em Thiago Bissoni. A conclusão caprichosamente tocou na trave. Um minuto depois, mais uma chance de ouro desperdiçada. Fininho chutou na trave. No rebote, Lucas Abud serviu novamente Fininho, que chutou na rede pelo lado de fora.

No melhor momento da FIB/São Paulo na partida, o castigo. Felipinho avançou pela ala direita e chutou em diagonal. O chute não foi tão potente e o goleiro Paulo Vítor acabou aceitando. Tudo igual no Duduzão.

O gol foi uma “ducha de água fria” na equipe bauruense, que sofreu mais um duro golpe, um minuto depois. Faltando 8’21”, Rafael recebeu o passe pelo meio de quadra, chutando cruzado. A bola estufou a rede bauruense e a virada de Guarulhos estava sacramentada. A FIB/São Paulo veio para o tudo ou nada. Foram três oportunidades nos minutos finais. Faltando 6’33”, Gédson chutou no peito do goleiro. Restando 28 segundos para o final do jogo, Fabinho acertou a trave e a cinco segundos do final, Léo Bonfim desperdiçou a última oportunidade, selando a segunda derrota consecutiva bauruense na competição.

FABINHO: “NÃO TIVEMOS COMPETÊNCIA”

Ao final do jogo, o repórter Arthur Sales ouviu os personagens da partida. Protagonista de um chute na trave a 28 segundos do final, Fabinho foi conciso na análise da derrota: “Não tivemos competência para matar o jogo, que estava em nossas mãos. Nós não matamos, eles aproveitaram e estão de parabéns”, sentenciou.

Os estreantes também avaliaram sua primeira apresentação pela equipe bauruense. Paulo Vítor saiu de quadra extremamente aborrecido: “Saio chateado, acabei falhando em um dos gols. Vou trabalhar em dobro. Precisamos corrigir os erros para nos recuperarmos na competição”, analisou.

Já o ala Fininho, também lamentou a derrota: “A equipe é boa. Perdemos o jogo nos nossos erros e perder assim é muito ruim. Temos que trabalhar para melhorar, só assim os bons resultados vão reaparecer”, comentou.

FICHA TÉCNICA

FIB/SÃO PAULO: Paulo Vítor; Léo Bonfim, Lucas Abud, Fininho e Wellinton; Kevin, Luccas, Felipe, Alemão, Victor, Gédson, Fabrício, Lucas Cafu e Maurílio
Técnico: André Luís da Silva

GUARULHOS: Cao; Fabinho, Felipinho, Thiago Gouveia e Rafael; Rafael Lima, Bolacha, André, Du, Diego, Thiago Bissoni, Juninho, Ewerton e Johnny
Técnico: Willer Fernandes de Oliveira

Gols: Wellinton (1'40"/1T) Léo Bomfim (17'59"/1T) p/ FIB/SPFC
Thiago Gouvea (17'23"/1T) Filipinho (10'19"/2T) Rafael (11'39"/2T) p/ Guarulhos

Cartões Amarelos: Lucas Cafu (FIB/São Paulo)

Arbitragem: Luís Francisco Dechandt Júnior, auxiliado por Alexandre Rodrigo Misael. Nivaldo Pimenta Lança (cronometrista) e Ana Claudia Bugliane (Anotadora)

Local: Ginásio Duduzão, Bauru/SP
Data: 23/04/14 – 19h15


Mais Futsal
Página Inicial