Foto: Site RC Livramento
Foto: Site RC Livramento

MAURÍLIO E LUCAS CAFU SAINDO
MANCHA CHEGANDO

A queda de rendimento nas últimas rodadas da Liga Paulista de Futsal, com três derrotas nos três últimos jogos, e a aproximação da Liga Futsal, considerado o campeonato brasileiro da modalidade, que terá início após a Copa do Mundo, fez com que a diretoria da AA FIB São Paulo tomasse algumas providências para se recuperar dos últimos resultados negativos.

Três atletas que chegaram no início da temporada, foram liberados nesta segunda-feira (02). O pivô Maurílio, de 22 anos, que veio de Itapeva, Gedson, ala de 22 anos, que também veio de Itapeva, e Lucas Cafu, jovem ala de 23 anos, com passagens pelo futsal de Garça, se desligaram do elenco bauruense.

Em entrevista a primeira edição do programa Show de Bola do Timão, da Rádio Auri Verde, o presidente da AA FIB, José Ranieri Neto, justificou a saída de ambos: “São jovens promissores, com qualidade, mas que ainda não tem a experiência suficiente para disputar a Liga Futsal. Precisamos de atletas que tenham um perfil com mais rodagem, e para trazer estes jogadores, precisamos abrir mão de alguns. Estamos reunidos com o Gaspar e outros integrantes da diretoria e ainda esta semana, deveremos anunciar alguns reforços para a seqüência da Liga Paulista e da Liga Nacional”, resumiu.

O primeiro que deve chegar é o pivô Mancha. Canhoto experiente, com 34 anos, Mancha atuou na liga nacional passada pela Assoeva de Venâncio Aires, marcando seis gols. O atleta também já defendeu e conquistou títulos nas equipes do Atlântico/Erechim e no Botafogo/RJ. Em São Paulo, o carioca defendeu a equipe de Garça.

A diretoria bauruense também corre contra o tempo para deixar o Ginásio Duduzão em condições para receber as partidas da Liga Futsal na primeira fase. Na última sexta-feira (30), Sérgio Sanchez, representante da Confederação Brasileira de Futsal, esteve em Bauru vistoriando o ginásio, que precisará instalar arquibancadas móveis para atender a capacidade mínima de 1000 lugares. Segundo levantamentos preliminares, estas arquibancadas custariam 4 mil reais por mês. José Ranieri Neto esteve reunido na tarde desta segunda-feira (02) com o secretário de esportes, Roger Barude. Procurado pela reportagem do Jornada Esportiva, Barude garantiu apoio ao futsal bauruenses: “O futsal representa a cidade e leva o nome da cidade em competições relevantes, ainda mais agora na Liga Futsal. Vamos ajudar no que for possível para que a cidade recebe os jogos da primeira fase da Liga”, afirmou.

Além da arquibancada, o ginásio terá que passar por alguns reparos nos vestiários. Caso o time bauruense se classifique para a segunda fase, vai ter que mandar os jogos no Ginásio João Gonzáles, em Garça, que atende a capacidade de 3 mil lugares, exigida na segunda etapa do certame. Por sinal, o ginásio João Gonzáles também foi vistoriado e aprovado pelo representante da CBFS. Lembrando que o maior ginásio da cidade, o da Panela de Pressão, não atende as medidas oficiais de quadra que atendam a realização de uma partida de futsal.


Mais Futsal
Página Inicial