FIB/São Paulo 4 x 3 Jacareí

LIGA PAULISTA DE FUTSAL:
FIB/SPFC 4 X 3 JACAREÍ
VIRADA E ALÍVIO

Em cinco semanas, muitas coisas acontecem. No caso da FIB São Paulo e do fixo Léo Bonfim, cinco semanas se tornaram uma verdadeira eternidade. Coincidência ou não, no seu período de ausência, o time bauruense acabou caindo de produção, sofrendo uma série de derrotas, que o tiraram da decisão da Copa dos Campeões da TV Tem, além de três derrotas consecutivas na Liga Paulista.

A diretoria tomou providências, contratou dois atletas, dispensou outros três. Cinco semanas depois, Léo Bonfim reencontrou a torcida bauruense, e a FIB São Paulo voltou a vencer no estadual. O fixo, autor de dois gols, liderou a vitória bauruense, de virada, por 4 a 3, diante da perigosa equipe de Jacareí.

A FIB São Paulo mantém a quarta colocação na classificação geral com 22 pontos em 13 jogos. O próximo compromisso dos comandados do técnico André Luís da Silva, acontece na segunda-feira (9), às 19h30, em Mogi das Cruzes, diante do Grêmio Mogiano. Com exclusividade, o Jornada Esportiva transmite as emoções desta partida.

JOGO

A marcação forte das duas equipes prevaleceu nos primeiros instantes. A primeira real chance foi do Jacareí. Em cobrança de falta, a bola foi rolada para Henrique que disparou, exigindo boa defesa do goleiro Paulo Vítor. A resposta bauruense veio com Fininho. Ele recebeu passe pela ala esquerda, chutando em diagonal. O goleiro Pezão, deu um leve desvio, o suficiente para evitar o primeiro gol bauruense aos 8 minutos de jogo.

No ataque seguinte, a FIB São Paulo tirou o zero do placar. Após cobrança de escanteio, Léo Bonfim finalizou. Luiz Negão no meio da trajetória apareceu, e com um pequeno toque de calcanhar, tirou o goleiro da jogada, inaugurando o marcador no Duduzão. Pouco depois, Fabinho chutou em cima do goleiro Pezão, após ótimo contra ataque construído pelo time bauruense.

Aos poucos, o Jacareí foi equilibrando as ações. Com velocidade, principalmente pela ala esquerda, o representante do Vale do Paraíba, começou a dar muito trabalho ao goleiro Paulo Vítor. Primeiro, o arqueiro bauruense salvou a “queima roupa” a conclusão de Fred Madeira. No minuto final, Wellinton vacilou e Dias ficou de frente para a meta adversária, mas acabou concluindo pela linha de fundo. No estouro do cronômetro, mais uma chance criada por Fred Madeira, que voltou a pecar na finalização.

Na volta do intervalo, o time do Vale do Paraíba continuou em cima. Logo no primeiro minuto, belo giro de Fred Madeira, ótima defesa de Paulo Vítor. E depois de tanto evitar o gol do adversário, a FIB São Paulo acabou sofrendo um gol, num lance de extrema bobeira. Em cobrança de escanteio, a bola bateu na trave. Nem o goleiro, nem a defesa bauruense afastaram. Fred Madeira teve todo espaço e tempo do mundo para desviar para as redes, empatando a partida com um minuto e 17 segundos da etapa final.

Após o gol de empate sofrido, o time bauruense voltou ao ataque. Luiz Negão construiu grande jogada e serviu a Wellinton, que acabou desperdiçando. No minuto seguinte, Fininho roubou a bola do adversário, ficando cara a cara com o goleiro. Só não fez o gol  porque ao tentar tirar do goleiro, acabou jogando pela linha de fundo. A resposta de Jacareí foi imediata. Novamente com Fred Madeira. Uma bomba e boa defesa de Paulo Vítor.

Jacareí continuou insinuante no ataque. Tabela entre Dias e Henrique, que só não marcou porque Paulo Vítor fechou o ângulo de maneira providencial na batida. Aos 10’30”, outra bobeira bauruense. Paulo Vítor até fez a defesa parcial. Dias aproveitou o rebote e mais um vacilo defensivo para virar o placar para o representante do Vale do Paraíba.

A virada sofrida e a pressão dos últimos resultados negativos, deixou o time bauruense em “parafuso”. Até houve o arremate de Fininho para a defesa de Pezão. Passes errados, nervosismo e ansiedade. A situação só foi controlada após o pedido de tempo do técnico Andre Luis, a 5’04” do final. E não é que deu certo. Na volta do pedido de tempo, o time bauruense chegou ao empate. Léo Bonfim chutou forte. Pezão espalmou. Wellinton apareceu como um raio e no rebote, empatou a partida.

Embalado, a FIB São Paulo foi para cima. Roubada de bola de Luiz Negão, arremate amortecido, permitindo que Joe salvasse o gol em cima da linha. Mas não demorou muito para a FIB São Paulo virar. Léo Bonfim, soltou um tijolo quente, indefensável para o goleiro Pezão, a 3’58” do final.

O time visitante veio para o tudo ou nada com o goleiro linha. A FIB São Paulo marcou bem. Embora, Fred Madeira tem assustado em um dos lances, numa das roubadas de bola, Léo Bonfim coroou sua atuação ao observar o gol aberto. Da quadra de defesa, ele chutou com maestria, matando o jogo. Nos segundos finais, Jacareí ainda descontou com Fred Madeira, em mais um vacilo defensivo do time bauruense, mas a vitória de 4 a 3 foi sacramentada.

LÉO BONFIM: “A PRESSÃO É A MELHOR AMIGA DO ATLETA”

Nome da partida, Léo Bonfim manteve a humildade ao ser entrevistado no final da partida. Indagado pelo fato do time ter voltado a vencer no jogo em que marcou a sua volta, o fixo foi enfático: “É apenas coincidência. A gente tem que ser justo. Futsal é coletivo. Estou feliz e emocionado porque colaborei com o time. Estou feliz porque só eu sei o que eu passei com essa lesão nessas últimas cinco semanas. Dedico a vitória aos companheiros”, resumiu.

Questionado sobre a dimensão da vitória no atual momento da temporada, Léo Bonfim foi contundente: “Vitoria da superação, espírito maravilhoso do time. Ganhar sempre é importante. Começamos bem a temporada, teve uma queda natural Quem joga profissionalmente tem que saber que existe pressão. Eu vi uma entrevista do Oscar do basquete, onde ele disse que a pressão é a melhor amiga do atleta. Temos que administrar isso. Aqui é que nem uma empresa, se tiver dando resultado, continua. Se não der, vai embora. Nada indiretamente aos que saíram e estavam aqui, Eles podem não dar certo aqui, mas podem ser a solução em outro lugar. Vamos encarar os problemas e sair dessa situação”, ponderou.

FICHA TÉCNICA

FIB/SÃO PAULO: Paulo Vítor; Léo Bonfim, Wellinton, Fininho e Luiz Negão; Edison (goleiro), Fabrício, Felipe, Vitinho, Fabinho e Lucas Abud
Técnico: André Luís da Silva

JACAREÍ: Pezão; Ninho, Henrique, Joe e Fred Madeira; Bruno (goleiro), Pedrinho, Rebert, Thiago Kubik, Casagrande, Dias e Matheus
Técnico: Márcio Martins

Gols:Luiz Negão (7'49"/1T) Welinton (15'09"/2T) Leo Bomfim (15'46"/2T e 18'09"/2T) p/ FIB/São Paulo
Fred Madeira (1'17"/2T e 19'53"/2T) Dias (9'30"/2T) p/ Jacareí

Cartões Amarelos: Wellinton (FIB/São Paulo); Thiago Kubik (Jacareí)

Arbitragem: Paulo Estevão Alves da Silva, auxiliado por Edson Elias da Rocha. Bruna Silvestre Bonito (cronometrista) e Ana Paula Barrenha (anotadora)

Local: Ginásio Duduzão, Bauru/SP
Data: 04/06/14 – 19h15


Mais Futsal
Página Inicial