Foto: Estev„o Rinaldi

LIGA FUTSAL:
CARLOS BARBOSA 1 X 1 FIB/SPFC
ÓTIMO EMPATE

Numa fria noite de sábado, onde os termômetros registraram quatro graus no sul do país, ACBF e AA FIB São Paulo realizaram uma partida quente. Ao final do jogo, dois sentimentos distintos. Do lado bauruense, muita comemoração. Após uma viagem com mais de 24 horas de duração, que teve o seu início na quinta-feira (17), às 22 horas, a equipe encarou de igual para igual, um dos mais tradicionais times de futsal do país, arrancando um ponto precioso. Do lado gaúcho, o sinal amarelo ligado. Depois de perder na estréia para a Assoeva de Venâncio Aires, Carlos Barbosa volta a tropeçar jogando em seu ginásio, com direito a vaias do torcedor ao final do jogo, que está acostumado a acompanhar um time sempre vencedor.

O time bauruense foi bem coletivamente. Mais uma vez, o goleiro Paulo Vítor, o fixo Leo Bomfim, e o ala Pedalera, apresentaram muita regularidade. Defensivamente, a FIB São Paulo se comportou muito bem, conseguindo segurar toda a qualidade coletiva e alguns talentos individuais do ACBF, como o pivô Sinoê, com passagens pela seleção brasileira.

Com um empate e uma vitória, a AA FIB São Paulo/Bauru ocupa a 6ª colocação no campeonato, com quatro pontos ganhos. Os gaúchos estão na modesta 14ª colocação, com um ponto ganho, após duas rodadas. O time do técnico André Luís da Silva continua em solo gaúcho. O próximo compromisso será diante da Assoeva/Venâncio Aires, às 20h30, da próxima segunda-feira (21). Já o Carlos Barbosa volta à quadra na terça-feira (22), às 20h, em Florianópolis, diante do time da casa.

JOGO

Apesar do frio de congelar em Carlos Barbosa, a partida começou quente. Logo no primeiro início, o renomado pivô Sinoê disparou, exigindo a primeira defesa de Paulo Vítor no jogo. A resposta bauruense veio com Matheus Gaúcho, que recebeu passe próximo a área ofensiva, mas não conseguiu concluir a jogada.

JOGOS REALIZADOS
Blumenau 2 x 1 Concórdia
Minas 3 x 4 Jaraguá
Orlândia 4 x 2 Joinville
Cabo Frio 0 x 2 Umuarama
Corinthians 4 x 0 Atlântico Erechim
Floripa 3 x 3 Guarapuava
Green Team 3 x 6 Marechal Rondon
Assoeva/Venâncio Aires 2 x 2 São Bernardo
Carlos Barbosa 1 x 1 FIB São Paulo
CLASSIFICAÇÃO
1) Marechal Rondon, Orlândia e Jaraguá – 6
4) Corinthians, Assoeva, FIB/São Paulo e Blumenau – 4
8) Concórdia e Umuarama – 3
10) Floripa – 2
11) Guarapuava, Brasil Kirin/Sorocaba, São Bernardo,
Carlos Barbosa, Cabo Frio e Green Team – 1
17) Joinville, Minas e Atlântico Erechim – 0

Com 3 minutos e 45 segundos de jogo, a ACBF abriu o marcador. Trama envolvente entre Luisinho, Daniel e Sinoê, que após um belo giro, arrematou, tirando a bola do alcance do goleiro Paulo Vítor.

A exemplo do que aconteceu na estréia contra São Bernardo, a FIB São Paulo não se abateu com o gol sofrido. Léo Bomfim roubou a bola na quadra de defesa, disparou para o ataque e só foi contido graças ao desarme da defesa de Carlos Barbosa, próximo a área. O time da casa só voltou a assustar na metade da primeira etapa. O ala Ueslei chutou rasteiro e a bola caprichosamente bateu na trave.

O empate bauruense veio aos 14 minutos de partida. No primeiro lance, Léo Bomfim disparo um torpedo na cobrança de falta, Gian conseguiu espalmar. Na sequência do lance, em cobrança de escanteio, o fixo bauruense recebeu passe de Fininho e disparou, desta vez com precisão, empatando a partida no sul do país.

O gol bauruense esquentou definitivamente o jogo. Em lance rápido, Welinton cabeceou sem direção. O final do primeiro tempo foi aberto e os dois goleiros brilharam. Num lindo contra ataque construído por Léo Bomfim, Gian a “queima roupa”, salvou Carlos Barbosa. Segundos depois, Grillo com gol aberto, pecou pela displicência, permitindo que a defesa bauruense tirasse a bola em cima da linha. Pouco depois, Luisinho disparou, Paulo Vítor voltou a defender. O primeiro tempo encerrou com Tayson perdendo gol incrível pela FIB São Paulo. No contra ataque, Sinoê, a nove segundos do final, disparou a queima roupa. Paulo Vítor voltou a salvar.

O confronto voltou morno nos minutos iniciais do segunto tempo. Logo, a equipe da casa, retomou as ações e dos cinco minutos em diante da etapa, voltou a pressionar. Primeiro com Grillo que chutou. Luisinho, embaixo da linha do gol, fez o mais difícil, ao desviar a bola pela linha de fundo.

Um minuto depois, uma bomba de Luisinho. Paulo Vitor, de maneira espetacular, espalmou. Na seqüência, foi a vez de Sinoê levar perigo. Paulo Vítor, novamente, com um leve desvio, colocou a bola para escanteio. De tanto ser pressionado, a FIB São Paulo respondeu numa assistência de calcanhar de Luiz Negão para Fininho, que saiu na cara do gol. Na conclusão, o goleiro Gian salvou com o rosto.

No banco de reservas, o técnico Marcos Xavier fez o que pode. Todo momento, o treinador de Carlos Barbosa utilizava todos os seus jogadores. Foram inúmeras as substituições e praticamente todo o elenco foi usado no revezamento. Nos dez minutos finais, a equipe da casa pressionou com intensidade, mas a FIB São Paulo, de maneira tranqüila, foi administrando a pressão. No contra ataque, Luiz Negão de frente para o gol, perdeu ótima oportunidade.

A proposta do jogo ficou muito bem definida. Carlos Barbosa atacava no desespero e a FIB São Paulo jogava por uma bola. Em um dos contra ataques, Welinton girou, bateu e jogou para fora do gol. A quatro minutos do final, a FIB São Paulo ficou em uma situação delicada, pois chegou ao limite de cinco faltas coletivas.

O time da casa adiantou sua marcação, o goleiro Gian praticamente se posicionou como goleiro linha, num “sprint final”, tentando o gol da vitória. A primeira chance, a 2’30 do final, foi criada por Luisinho, que foi para fora. Depois, Daniel em lance individual, finalizou perto do “ninho da coruja”, errando o alvo.

Os últimos segundos foram eletrizantes. Faltando 16 segundos, Grillo chutou, Paulo Vítor defendeu. Na seqüência do lance, os bauruenses roubaram a bola. O gol estava completamente aberto, mas faltou frieza e precisão no último arremate, com a bola saindo para fora do gol. Fim de partida e muita comemoração dos bauruenses.

FININHO: “UM PONTO DE OURO”

Ao final do jogo, sentimentos distintos. Em entrevista do canal Sportv, o ala bauruense Fininho, comemorou muito o resultado: “Enfrentamos uma equipe muito qualificada e para nós, o resultado foi como uma vitória: um ponto de ouro. Vamos encarar na segunda, outro adversário difícil, mas estamos confiantes e vamos em busca de mais pontos”, resumiu.

A mesma alegria não foi demonstrada pelo representante gaúcho. O ala Daniel, lamentou o resultado: “Pressionamos, criamos mais situações, mas infelizmente pecamos nas finalizações e não deu. Tivemos dois tropeços neste início em casa, agora vamos ter que trabalhar e buscar fora”. Questionado sobre as vaias do torcedor gaúcho, Daniel respondeu de maneira ponderada: “Do mesmo jeito que a torcida aplaude nas vitórias, temos que ter calma e aceitar as vaias neste momento, pois é um direito do torcedor. Vamos manter o foco, buscar a recuperação neste começo. O importante é estar bem no final da competição”, ponderou.

FICHA TÉCNICA

ACBF: Gian; Daniel, Grillo, Sinoê e Luizinho; Uesler, Kevin, Venâncio, Julio, Willian Carioca, Pito e Zico
Técnico: Marcos Xavier de Andrade

FIB/SÃO PAULO: Paulo Vítor; Léo Bomfim, Pedaleira, Matheus Gaúcho e Welinton; Fininho, Luiz Negão, Fabinho, Fabrício e Tayson
Técnico: André Luís da Silva

Gols: Sinoê aos 3’45”/1T p/ Carlos Barbosa; Léo Bomfim aos 14’40”/1T p/ FIB/São Paulo

Cartões Amarelos: Grillo, Kevin (Carlos Barbosa); Matheus Gaúcho, Welinton, Luiz Negão (AA FIB/São Paulo)

Arbitragem: Sandro Stein Brechane (RS), auxiliado por Luís Evandro Canton (RS). Pedro Emílio de Carvalho Pomar (anotador), Marcelo Endrigo de Oliveira (cronometrista) e Lauri José Teixeira Dias (representante), todos do Rio Grande do Sul.

Local: Centro Municipal de Eventos Sérgio Luiz Guerra, Carlos Barbosa/RS
Data: 19/07/14 – 21h30


Mais Futsal
Página Inicial