Foto: Estev„o Rinaldi

LIGA FUTSAL:
ASSOEVA/VENÂNCIO AIRES 3 X 0 FIB/SPFC
NOS DETALHES, A PRIMEIRA DERROTA NO NACIONAL

Quem não assistiu ou não ouviu a partida através do rádio, imagina que o time da casa passeou em quadra e conquistou uma tranquila vitória por 3 a 0. Porém, não foi bem isso que aconteceu no Ginásio Poliesportivo Parque do Chimarrão, em Venâncio Aires. Com uma atuação acima da média do goleiro Bazílio, que defendeu pelo menos 10 bolas difíceis, a Assoeva/Venâncio Aires derrotou a FIB São Paulo, em jogo realizado na noite desta segunda-feira (21).

Ao contrário do jogo em Carlos Barbosa, onde se defendeu com maestria, o time bauruense produziu muito mais ofensivamente. Foram cerca de 25 finalizações, com cerca de 90% de acerto no gol. Mas, assim como no futebol, a velha máxima também prevalece no futsal: quem não faz toma! A FIB São Paulo vacilou em alguns momentos e acabou pagando caro, com a primeira derrota na competição.

Com quatro pontos ganhos, obtidos em uma vitória e um empate em três jogos, o representante bauruense caiu momentaneamente na tabela de classificação. Os gaúchos de Venâncio Aires chegaram a segunda vitória em três partidas, ocupando as primeiras colocações da Liga. A FIB São Paulo volta a quadra pela Liga Nacional, no próximo sábado (26), às 21h30, em Garça, diante do Corinthians. Um dia antes, na sexta-feira (25), o time do técnico André Luís da Silva encara São José dos Campos, pela Liga Paulista, no Ginásio Duduzão. O amante do futsal acompanha as duas partidas através do Jornada Esportiva.

JOGO

O confronto começou com um ligeiro domínio do time da casa. Foram três ataques iniciais nos primeiros minutos. O mais perigoso através do fixo Sakai, que arrematou de primeira. Luiz Negão no meio da trajetória, interceptou. A FIB São Paulo equilibrou as ações, especialmente com Pedalera. Em um dos lances, ele serviu a Luiz Negão, que chutou cruzado, para boa defesa de Bazílio. Na sequência, foi a vez de Fininho finalizar na rede pelo lado de fora.

JOGOS REALIZADOS
Corinthians 2 x 1 Concórdia
Minas 3 x 3 Joinville
Orlândia 1 x 1 Jaraguá
Brasil Kirin Sorocaba 2 x 2 Guarapuava
Blumenau 3 x 3 Atlântico Erechim
Assoeva/Venâncio Aires 3 x 0 FIB São Paulo
Green Team x Umuarama
Cabo Frio x Marechal Rondon
Floripa x Carlos Barbosa
CLASSIFICAÇÃO
1) Orlândia, Assoeva, Corinthians e Jaraguá – 7
5) Marechal Rondon – 6
6) Blumenau – 5
7) FIB/São Paulo – 4
8) Concórdia e Umuarama – 3
10) Guarapuava, Floripa e Brasil Kirin/Sorocaba – 2
13) São Bernardo, Carlos Barbosa, Cabo Frio, Joinville,
Green Team, Minas e Atlântico Erechim – 1

Com 5 minutos de jogo, a Assoeva voltou a assustar, novamente com Sakai. Desta vez ele finalizou de bico, exigindo uma sensacional defesa de Paulo Vítor. O time da casa ainda criou mais duas oportunidades até promover o primeiro revezamento do seu quarteto, faltando 13'54", para o final da primeira etapa.

Coincidência ou não, com as substituições, a FIB São Paulo passou a dominar completamente a partida, levando muito perigo a meta adversária. Primeiro com Pedaleira, que finalizou da ala direita, Bazílio espalmou. Logo em seguida, jogada ensaiada, Tayson que tinha acabado de entrar, arrematou, Bazílio, como "um gato", salvou novamente. O goleiro voltou a aparecer em duas finalizações seguidas, evitando o gol de empate.

O ataque de qualidade da FIB São Paulo fez o técnico da Assoeva não apenas retomar a formação inicial, como paralisar o jogo na metade da etapa inicial. No revezamento, o técnico André Luis da Silva aproveitou para promover a estréia de Jé. Numa finalização de Pedalera, o fixo Rômulo salvou em cima da linha.

O susto acordou a Assoeva. Faltando 5'42", Sakai chutou cruzado e rasteiro. A bola só não entrou, porque Thiaguinho ao fechar na área, chegou atrasado para concluir as redes. Segundos depois, o primeiro gol do time da casa. Vacilo bauruense na saída de bola. Tostão roubou a bola pela ala esquerda e serviu a Thiaguinho, que completou para as redes, para delírio do torcedor gaúcho.

O gol reanimou o jogo. Tostão, de calcanhar, fez a assistência para Flávio que soltou uma pancada. Paulo Vítor defendeu espetacularmente. Na sequência, duas defesas excpecionais de Bazílio, sendo que uma delas ele evitou "cara a cara" o gol bauruense. O último ato do primeiro tempo foi um arremate venenoso de Fininho, que assustou a meta adversária.

O segundo tempo começou a todo vapor, em ritmo alucinante. Bazílio lançou Genaro, que driblou Léo Bomfim. De frente para o gol, o pivô acabou consagrando Paulo Vítor. O goleiro bauruense voltou a trabalhar 30 segundos depois. Dário passou no meio de dois, e serviu Thiaguinho, que chutou em cima do goleiro. Daí em diante, um verdadeiro bombardeio da FIB São Paulo. A primeira chance foi criada por Fininho e defendida por Bazílio, com os pés. Na sequência, Luiz Negão, sem ângulo, chuta na trave. Logo em seguida, outra defesa do inspirado goleiro, em arremate de Pedalada. A atuação do arqueiro da Assoeva continuou brilhante, após saída sensacional no último instante, evitando o gol de Luiz Negão. Na sequência, mais uma defesa no chute de canhota de Fininho. Faltando 14 minutos para o encerramento do jogo, mais uma bola no travessão, desta vez com Pedalera. No rebote, outra defesa do goleiro gaúcho.

A FIB São Paulo seguia na luta pelo empate, enquanto que a Assoeva explorava os contra ataques. Depois de mais uma defesa de Bazílio, em finalização de Fininho à "queima roupa", os donos da casa chegaram ao segundo gol, faltando 7'53" para o final. Em contra ataque, Fuste partiu em velocidade. Livre de marcação, disparou com precisão, ampliando a vantagem para os gaúchos.

Em desvantagem no placar, a FIB São Paulo adotou o goleiro linha, a 6'57" do final. O desenho do jogo ficou bem definido: Assoeva administrando, Bazílio parando Fininho por três vezes e segurando as investidas de Léo Bomfim, enquanto que a Assoeva criava contra ataques para "fechar o caixão". Faltando 30 segundos para o final, erro de estratégia do expediente do goleiro linha, a bola sobrou para Dário, que com o gol aberto, deu números finais a partida: 3 a 0 para a Assoeva, com direito a gritos de "olé" do torcedor gaúcho.

ANDRÉ LUÍS DA SILVA : “O PLACAR NÃO MOSTROU O QUE FOI O JOGO”

Em entrevista a Rádio Vênus FM de Venâncio Aires, que transmitiu a partida, o técnico André Luís da Silva não escondeu a frustração pelo resultado: "Criamos absurdamente. O placar não mostrou o que foi o jogo. No primeiro tempo, tomamos um gol bobo. E durante o jogo, méritos para o Bazílio, Impressionante a inspiração dele na partida. Merecíamos um resultado melhor, mas futsal é isso, e infelizmente saímos com a derrota. Hoje finalizamos 20 a 25 bolas, mas não conseguimos converter em gols", sentenciou.

A mesma perplexidade foi demonstrada por Léo Bomfim: "Não tirando o mérito da vitória da Assoeva, mas fomos muito superiores no volume de jogo. Falhamos no primeiro gol. O Bazílio fez pelo menos 10 defesas, tá certo que ele tá lá para isso, mas hoje ele jogou muito. Faz parte. O importante é que viemos ao Sul, jogamos de igual para igual contra duas grandes equipes, com personalidade. Pagamos caro, principalmente hoje, por cometer erros bobos", ponderou.

FICHA TÉCNICA

ASSOEVA/VENÂNCIO AIRES: Bazílio; Flávio, Tostão, Thiaguinho e Sakai; Fuste, Genaro, Bruninho, Dário, Renatinho e Rômulo
Técnico: Fernando Malafaia

FIB/SÃO PAULO: Paulo Vítor; Léo Bomfim, Pedaleira, Fininho e Luiz Negão; Luccas, Matheus Gaúcho, Jé, Welinton, Fabinho, Fabrício e Tayson
Técnico: André Luís da Silva

Gols: Thiaguinho (14'33"/1T), Fuste (12'07"/2T), Dario (19'30"/2T) p/ Assoeva

Cartões Amarelos: Sakai e Bruninho (Assoeva); Pedaleira, Fininho e Luiz Negão (AA FIB/São Paulo)

Arbitragem: Rafael Peixoto Amaro (RS), auxiliado por Flávio Alves da Silva(RS). Elias Luís Machado (anotador), Ana Paula Bortolon dos Santos (cronometrista) e Lauri José Teixeira Dias (representante), todos do Rio Grande do Sul.

Local: Ginásio Poliesportivo Parque do Chimarrão, Venâncio Aires/RS
Data: 21/07/14 – 20h30


Mais Futsal
Página Inicial