FIB/São Paulo 3 x 5 Corinthians

LIGA FUTSAL:
FIB/SÃO PAULO 3 X 5 CORINTHIANS
PRIMEIRO TEMPO DEFINIU O JOGO

O Corinthans mostrou neste sábado (26), porque é um dos candidatos ao título da Liga Futsal 2014. Controlando o jogo desde o início, apresentando um toque de bola invejável, o “timão” aproveitou-se dos erros da FIB São Paulo na primeira etapa, para abrir no marcador, administrar no restante da partida e assim conquistar a sua terceira vitória, em 4 jogos, na competição nacional.

O resultado coloca o time de Parque São Jorge na liderança do campeonato com 10 pontos ganhos. Já o representante bauruense caiu algumas posições, ocupando agora a décima terceira colocação, com quatro pontos em quatro jogos. Até aqui, a campanha do time comandado pelo técnico André Luís da Silva marca uma vitória, um empate e duas derrotas.

A FIB São Paulo não terá muito tempo para lamentar a derrota. Nesta segunda-feira (28), o time bauruense volta à quadra para enfrentar o Blumenau, que vem fazendo ótima campanha na Liga, ocupando a quarta colocação com 8 pontos ganhos. A partida acontece às 19h30, no ginásio Duduzão, em Bauru, com transmissão do Jornada Esportiva.

JOGO

Mesmo atuando fora de casa, o Corinthians assumiu o controle do jogo desde o primeiro minuto. A primeira oportunidade surgiu após uma trama interessante do ataque corintiano. A bola foi rolada para o ala Alex, que chutou por cima do gol. A resposta bauruense foi à altura. Roubada de bola do pivô Mateus Gaúcho, que partiu pela ala direita. Ao se aproximar do gol, o atleta bauruense chutou rasteiro em diagonal, exigindo ótima defesa de Deivd.

JOGOS REALIZADOS
Blumenau 4 x 3 Intelli/Orlândia
Concórdia 3 x 0 Brasil Kirin Sorocaba
Krona Joinville 3 x 1 Green Team
Marechal Rondon 1 x 2 Carlos Barbosa
Atlântico Erechim 0 x 2 Floripa
Jaraguá do Sul 3 x 0 Cabo Frio
Umuarama 4 x 0 Assoeva
Guarapuava 2 x 1 Intelli/Orlândia
FIB São Paulo 3 x 5 Corinthians
CLASSIFICAÇÃO
1º) Corinthians e Jaraguá – 10
3º) Umuarama – 9
4º) Blumenau – 8
5º) Intelli Orlândia, Carlos Barbosa, Assoeva Venâncio Aires – 7
8º) Concórdia e Marechal Rondon – 6
10º) Guarapuava e Floripa – 5
12º) Krona Joinville, FIB São Paulo e Cabo Frio – 4
15º) Brasil Kirin Sorocaba – 2
16º) São Bernardo, Minas, Green Team e Atlântico Erechim – 1

Apesar do frio em Garça, o jogo seguia quente. Simi, num curto espaço, realizou um belo giro, provocando boa defesa de Paulo Vítor. No contra ataque, a FIB São Paulo respondeu com Léo Bomfim, que disparou um “tijolo quente”, para a boa defesa de Deivd. O goleiro, que já havia aparecido bem em duas oportunidades, mostrou toda a sua qualidade ofensiva, marcando o primeiro gol corintiano na partida, aos seis minutos de jogo. Pela ala direita, o goleiro artilheiro atravessou a quadra, aproveitou-se do erro de marcação da FIB São Paulo, desferindo um balaço, abrindo o marcador para delírio do torcedor corintiano presente ao ginásio João Gonzáles.

Não satisfeito com a vantagem, o Corinthians seguiu em cima. O ala Bruno foi ao ataque e soltou outro balaço para mais uma defesa de Paulo Vítor, que desta vez deu um leve toque na bola que já estava no “ninho da coruja”. A marcação sobre pressão do Corinthians na quadra ofensiva funcionou. O goleiro Paulo Vítor acabou cometendo um erro primário na saída de bola. Leandro aproveitou a infelicidade do goleiro bauruense, ampliou o marcador para os alvinegros aos 8 minutos de jogo.

O gol abalou a equipe bauruense, enquanto que o Corinthians continuava ditando o seu ritmo, objetivando “matar o jogo” ainda na primeira etapa. Apesar de ter falhado no segundo gol, Paulo Vítor com boas defesas, evitava uma goleada do adversário. Foram pelo menos três intervenções, antes do Corinthians chegar ao seu terceiro gol, faltando 9’27” para o final do primeiro tempo. Mais uma tabela envolvente do insinuante ataque corintiano. Bruno recebeu pela ala esquerda, e mesmo sem arrematar com força, fez o suficiente para tirar do goleiro bauruense, abrindo 3 a 0 no marcador.

O revés fez o técnico André Luís da Silva parar o jogo. O tempo foi benéfico para a FIB São Paulo, que passou a assustar o adversário, especialmente na bola parada. Na primeira oportunidade, Léo Bomfim rolou para Welinton, que atirou em cima do goleiro Deivd. Na sequência, jogada maravilhosa de Luiz Negão, que serviu Tayson. Cara a cara, o ala chutou mascado, perdendo ótima oportunidade para o tricolor bauruense. Minutos depois, na jogada ensaiada, a FIB São Paulo chegou ao seu primeiro gol. Novamente Léo Bomfim rolou para Welinton, que desta vez finalizou com capricho, tirando do goleiro, diminuindo a diferença, a 6’36” do final do primeiro tempo.

O Corinthians não sentiu o primeiro gol sofrido e logo em seguida, retomou as rédeas da partida. Após cobrança de escanteio, o fixo Schumacher, com toda a sua experiência ao longo de seus 38 anos, acertou a trave, arrancando aplausos da platéia corintiana. A FIB São Paulo não deixou por menos. Léo Bomfim, em uma cavadinha, também acertou a trave corintiana a 2’45” do final. Quando a FIB São Paulo vivia o seu melhor momento no jogo, o Corinthians chegou ao seu quarto gol com Douglas Nunes, que tinha acabado de entrar, a 1’21” do final do primeiro tempo.

Com três gols de desvantagem, a FIB São Paulo veio para o tudo ou nada. Logo no primeiro minuto, no contra ataque, Mateus Gaúcho foi servido por Welinton, mas ao tentar tirar do goleiro, acabou desviando pela linha de fundo. A resposta do Corinthians veio com Schumacher e Simi, que deram trabalho ao goleiro Paulo Vítor. O ritmo continuou intenso e a FIB São Paulo voltou a chegar na tabela entre Pedaleira e Welinton, que acabou pecando na finalização. Welinton e Matheus Gaúcho, por sinal, foram gratas surpresas, com uma ótima atuação na partida. Os dois incendiaram a partida. Matheus Gaúcho voltou a dar trabalho ao goleiro Deivd, ao ficar cara a cara, a 16 minutos do final de partida. Méritos para o goleiro corintiano, que ao fechar o ângulo, evitou o segundo gol bauruense.

O Corinthians diminuiu um pouco o seu ritmo, mas continuava tocando a bola com qualidade, explorando os contra ataques. Douglas Nunes de cabeça, acabou novamente acertando a trave. Joãozinho, cara a cara, também perdeu excelente oportunidade, mas aos 8 minutos da etapa final, o timão chegou ao seu quinto gol. Contra golpe fulminante, Alex caminhou e sem medo de ser feliz, ampliou a vantagem para 5 a 1.

Administrando a vantagem, o Corinthians passou a se poupar e deu espaço a FIB São Paulo, que esboçou uma reação no jogo, graças a inspiração de alguns jogadores. Primeiro com Mateus Gaúcho, que recebeu lançamento de Paulo Vítor, deu um belo giro, marcando o gol com extrema habilidade, na metade da etapa final.

A FIB São Paulo continuou em cima. Em cobrança de falta, Léo Bomfim fuzilou para boa defesa de Deivd. Com a entrada de Fininho como goleiro linha, o time bauruense veio para o tudo ou nada. Welinton, natural de Garça, teve a sua atuação premiada, ao sofrer pênalti do goleiro Deivd. Ele mesmo bateu com precisão e diminuiu para 5 a 3, a 4 minutos e 41 segundos do final.

A reação bauruense fez o técnico corintiano Arthur Chioro parar o jogo. Após a bronca, o Corinthians, apesar da pressão da FIB São Paulo, reorganizou-se, administrou a vantagem nos minutos finais e saiu com uma importante vitória de Garça, que dá ao timão a liderança do campeonato.

WELINTON: “BOLA PRÁ FRENTE”

Jogando em sua cidade, com amigos e parentes na arquibancada, o ala Welinton não decepcionou e foi um dos destaques da equipe bauruense na partida. O atleta lamentou o resultado negativo e admitiu que a maratona de jogos não é fácil de ser administrada: “Infelizmente o resultado foi adverso. Bola para frente. Hoje, fui iluminado com dois gols, mas não dá muito para comemorar a atuação, nem lamentar a derrota. Segunda tem jogo outra vez e temos que nos focar novamente. O desgaste é muito grande e temos que aproveitar o segundo tempo que fizemos para se recuperar contra o Blumenau”, destacou.

Outro destaque do jogo, o pivô Mateus Gaúcho também analisou a sua atuação: “Fico feliz em ter feito o gol. Sabíamos que o jogo era difícil. O gosto ao final do jogo é amargo, pois a maioria dos gols deles foi resultado dos nossos erros. Claro que eles têm méritos, mas lamentamos os nossos erros. Vamos descansar e agora precisamos da recuperação já a partir do jogo contra o Blumenau, em Bauru”, ponderou.

Do lado corintiano, o experiente fixo Schumacher ressaltou a atuação de sua equipe na primeira etapa: “Nossa equipe foi muito bem, principalmente no primeiro tempo, segundo tempo demos uma relaxada normal, mas o mais importante foram os três pontos. Fomos perfeitos no primeiro tempo. Tivemos poucas oportunidades, talvez cinco ou seis, marcamos quatro e isso nos deu tranqüilidade para administrar melhor o jogo”, resumiu.

FICHA TÉCNICA

FIB/SÃO PAULO: Paulo Vítor; Léo Bomfim, Pedaleira, Fininho e Mateus Gaúcho; Luccas (goleiro), Luiz Negão, Tayson, Jé, Willian, Welinton
Técnico: André Luís da Silva

CORINTHIANS: Deivd; Schumacher, Joãozinho, Alex e Simi; Leandro, Neguinho, Betão, Douglas Nunes, Bruno, Charuto
Técnico: Lucas Chioro

Gols: Wellinton (13'24"/1T e 15'19"/2T pênalti) Mateus Gaucho (10'32"/2T) p/ FIB/São Paulo
Deivid (6'24"/1T) Leandro (8'04"/1T) Bruno (11'33"/1T) Douglas Nunes (18'39"/1T) Alex (8'43"/2T) p/ Corinthians

Cartões Amarelos: Bruno, Leandro e Deivd (Corinthians)

Arbitragem: Michel Jean Bonnaud (SP), auxiliado por Emerson Fernandes Rorato (SP). Débora Cristina Correzola (anotadora), Rodrigo Boldi Franca (cronometrista) e Liomar Biela Filho (representante), todos de São Paulo

Local: Ginásio João Gonzales, Garça/SP
Data: 26/07/14 – 21h30


Mais Futsal
Página Inicial