Foto: Vôlei Brasil
Foto: Site V˘lei Brasil

ALINE IBATÉ É A NOVIDADE

A boa filha, a casa torna! Aline Ibaté, que agora só quer ser chamada de Aline, foi a grande novidade na reapresentação do Preve Concilig Semel, na tarde desta segunda-feira (19). A atleta de 25 anos de idade, 1,86 m de altura, que atua na função de oposta, está de volta a Bauru, depois de defender o São Caetano e o Pinheiros nas últimas temporadas.

A atleta assinou contrato de um ano e vem credenciada por ter disputado as últimas edições da Divisão Especial do Paulista e a Superliga de Vôlei Feminino. Questionada sobre a responsabilidade de passar um pouco deste conhecimento e dessa experiência para as demais companheiras, a oposta encara o desafio com naturalidade: “Estou feliz por voltar e à vontade por conhecer a maioria das jogadoras. Nunca trabalhei com o Airton, mas conheço e admiro o seu trabalho. Vim para somar e claro, sei da responsabilidade e que preciso passar um pouco da experiência adquirida nos últimos anos”, ponderou.

Na primeira passagem de Aline Ibaté, a equipe ainda jogava no Ginásio Comendador Martha, e não na Panela de Pressão. Indagada sobre a nova casa e as competições que vem por aí, a oposta não titubeou: “Estou bem ansiosa em ver este ginásio lotado. Vai ser um momento diferente, mas com certeza bacana. O grupo é bom e com certeza, vamos ter um bom desempenho na temporada”, resumiu.

JACQUELINE NÃO VEM MAIS. CONTRATAÇÃO DE LEVANTADORA É PRIORIDADE

Se por um lado, a grande novidade da reapresentação foi a oposta Aline, por outro, o time bauruense tem algumas baixas para a próxima temporada. A levantadora Jacqueline, que defendeu o Rio do Sul na última Superliga, e que chegou a ser anunciada como reforço pela diretoria na última semana, não vem mais.

Adriano Pucinelli, diretor da equipe bauruense de vôlei feminino, explicou que a atleta recebeu uma proposta irrecusável do voleibol europeu, mais especificamente da Romênia: “Estava tudo certo, a própria Jacqueline já tinha nos encaminhado sua documentação. Entretanto, ela recebeu uma proposta irrecusável do voleibol europeu e hoje não dá para competir com as propostas que vem do exterior. Entendemos a situação, a atleta já está numa idade que precisa também pensar em sua independência financeira. Abrimos mão e desejamos toda sorte do mundo a ela”, analisou.

Aliás, a posição de levantadora é prioridade neste momento em termos de contratações para a temporada que vem por aí. Atualmente, apenas a veterana Deka está a disposição, uma vez que a levantadora Luciana provavelmente abrirá mão de sua carreira para investir em um novo projeto: “A Luciana formou-se recentemente e deve seguir um novo desafio profissional. Hoje, sem dúvida, a reposição de levantadora é prioridade da diretoria. Estamos em busca de duas jogadoras nesta posição”, sentenciou Pucinelli.

Além de duas levantadoras, o objetivo da diretoria é trazer pelo menos duas centrais experientes para compor o elenco: “Estamos confiantes e devemos anunciar ótimas novidades nos próximos dias”, afirmou o dirigente.

TESTES FÍSICOS INICIAM OS TRABALHOS

O planejamento e os trabalhos para a temporada 2014/2015 começaram de fato nesta segunda-feira (19). A comissão técnica da última temporada foi totalmente mantida, ou seja, o técnico Airton Nascimento comandará a equipe bauruense pela segunda temporada. Também continuam a levantadora Deka, as centrais Daiana Boa, Roberta, Hellen, as ponteiras Iannaê, Natacha e Nayara, as opostas Camila e Alanna, além das líberos Mariana e Jéssica.

A atacante Ellen, deixou o elenco. Inicialmente a atleta seguiria para o voleibol europeu, mas o Jornada Esportiva apurou que ela deverá defender Rio Claro, no Paulista da Primeira Divisão. A meio de rede Vivian já está atuando em Piracicaba, no Paulista da Primeira Divisão.

Nesta primeira semana de trabalho, serão priorizados os testes físicos. No calendário, estão confirmadas as participações nos Jogos Regionais, em julho, na cidade de Lins e os Jogos Abertos do Interior, em novembro, em Bauru. De agosto a outubro, o Prevê Concilig Semel participará do Campeonato Paulista, ao lado do Sollys Osasco, SESI, Pinheiros, São Caetano, Araraquara e São Bernardo. A última vaga deve ficar entre Barueri (se manter o projeto), Valinhos ou São José dos Campos. Quanto a participação na Superliga, Adriano Pucinelli foi enfático: “Na Superliga, estaremos. Por enquanto, estamos confirmados na Superliga B e o nosso planejamento é para isso. Se a CBV fizer o convite para a Superliga, ótimo, estamos preparados para isso”, resumiu.


Página Inicial